ISSN 1678-0701
Número 66, Ano XVII.
Dezembro/2018-Fevereiro/2019.
Números  
Início      Cadastre-se!      Procurar      Submeter artigo      Fazer doação      Contato     Apresentação     Normas de Publicação     Artigos     Dicas e Curiosidades     Reflexão     Para sensibilizar     Dinâmicas e recursos pedagógicos     Entrevistas     Culinária     Arte e ambiente     O que fazer para melhorar o meio ambiente     Sugestões bibliográficas     Educação     Plantas medicinais     Práticas de Educação Ambiental     Educação e temas emergentes     Ações e projetos inspiradores     Gestão Ambiental     Cidadania Ambiental     Relatos de Experiências     Notícias
Ações e projetos inspiradores

04/12/2018MAPA DE BOAS PRÁTICAS: CONHEÇA TRÊS PROJETOS QUE PROMOVEM A EDUCAÇÃO AMBIENTAL  
Link permanente: http://revistaea.org/artigo.php?idartigo=3450 
" data-layout="standard" data-action="like" data-show-faces="true" data-share="true">

MAPA DE BOAS PRÁTICAS: CONHEÇA TRÊS PROJETOS QUE PROMOVEM A EDUCAÇÃO AMBIENTAL

2 de outubro de 2017 por Luís Felipe dos Santos em Boas PráticasNotícias

Mapa de Boas Práticas: conheça três projetos que promovem a educação ambiental

Como mostrar às crianças a necessidade de preservar o mundo? O Mapa de Boas Práticas da Fundação Maurício Sirotsky Sobrinho traz alguns exemplos de projetos em escolas que ajudam a transformar as sociedades e as vidas de estudantes e familiares, através do contato com a natureza e do desenvolvimento sustentável. Confira as histórias das escolas Cisne Branco (Viamão) Humaitá (Porto Alegre) e Adílio Daronchi (Nonoai).

A EDUCAÇÃO AMBIENTAL NO DIA A DIA

Na Escola Municipal de Educação Infantil Humaitá, em Porto Alegre, cuidar do meio ambiente, preservar a natureza e se apropriar dela não são projetos específicos, ligados a datas ou eventos: são uma realidade constante no dia a dia da escola.

Essa é a grande proposta da escola, que é discutida e aprimorada há muitos anos. Até os nomes das turmas (Lagarta, Casulo, Borboleta) têm a ver com um ciclo da natureza. Quando os pais inscrevem seus alunos na escola, já conhecem a proposta – afirma a diretora, Gabriele Abreu.

A professora está na escola desde 2009, e é diretora desde o final do ano passado. A sustentabilidade permeia todas as áreas da escola, começando pelo espaço: o prédio tem quatro cisternas, usadas para regar as plantas que fazem parte da horta escolar e também para as descargas dos banheiros. As verduras e os legumes plantados na horta são utilizados na alimentação dessas crianças, os papéis usados são recicláveis, sucatas são colocadas em um corredor para que os professores utilizem em trabalhos manuais.

Nós temos muito retorno das famílias. Muitas vezes, as famílias mandam recados agradecendo, mostrando o quanto os hábitos e o consumo das crianças mudaram a partir do trabalho que é feito na escola, como a diminuição do consumo de refrigerantes, por exemplo. Não é apenas “plantar flores”: é trazer tudo que envolve educação ambiental e sustentabilidade para a melhora do nosso ambiente.

PROJETO: Cuida da Terra

ESCOLA: EMEI Humaitá

CIDADE: Porto Alegre

IDEALIZADORA: Gabriele Abreu, diretora da escola

ÁREA DE ATUAÇÃO: Educação Infantil

DISCIPLINAS: todas
CONTATO DA ESCOLA: 3374-4223 ou facebook.com/emeihumaita



TRANSFORMANDO VIDAS ATRAVÉS DA SUSTENTABILIDADE

Em uma escola rural de Nonoai, os alunos saem de casa várias horas antes para conseguir chegar a tempo na sala de aula. Promover uma boa alimentação para essas crianças, dessa forma, é uma necessidade imperiosa – como lidar com a carência de recursos, uma vez que os repasses financeiros do Estado sistematicamente atrasam?

A escola Adílio Daronchi, de Nonoai, participou da 4ª Conferência Infanto-Juvenil pelo Meio Ambiente, e lançou um projeto de captação da água da chuva com alunos do 6º ao 9º ano. O projeto foi aprovado e a escola recebeu uma verba do Fundo Nacional pelo Desenvolvimento da Educação para, a partir de 2016, executar uma obra para irrigar a horta local. Com isso, a produção de alimentos dentro da escola foi intensificada.

Como é uma escola do campo, uma escola que tem 84 alunos hoje, a realidade é totalmente diferente. As crianças saem de casa 6h e retornam 13h. Quem estuda no turno da tarde sai de casa 11h e volta à noite. Para manter os alunos, decidimos fornecer almoço para todos. As crianças têm três refeições por dia, às 10h, às 12h e às 15h, e apenas um lanchinho não é suficiente – afirma Marinês Fabris, diretora da escola.

A produção de alimentos é extensa: a escola produz alface, repolho, pimentão, cebola, pepino, tempero verde, batata doce, cenoura, brócolis, entre outros alimentos. Os estudantes aprendem técnicas para variar culturas, minimizar o efeito de ervas daninhas, e pesquisam efeitos, causas e consequências do plantio. O trabalho de subsistência leva a escola a receber doações de agricultores locais, com adubo, farinha de trigo, arroz, entre outros produtos. Dessa forma, a dependência dos parcos repasses do Estado diminui significativamente.

De acordo com a diretora da escola, o aprendizado não só proporciona uma alimentação saudável e o contato com a natureza, mas também possibilidades de transformar as vidas das famílias.

A mãe de um aluno da escola era empregada doméstica. Trabalhava o dia inteiro na cidade, fora de casa, e tinha um espaço em casa, mas não conseguia ter tempo para cuidar. O menino, filho dela, fez cursos aqui, com o pessoal da Emater, e levou as técnicas de plantio para sua casa. Construíram hortas, estufas, e estão produzindo alimentos por lá. Hoje, trabalham com isso, vendendo os produtos da sua horta – afirma a professora.



Saiba como construir uma horta na sua escola!

PROJETO: Educação Ambiental e Alimentação Saudável
ESCOLA: Escola Estadual de Ensino Fundamental Adilio Daronchi
CIDADE: Nonoai
ÁREA DE ATUAÇÃO: Ensino Fundamental

DISCIPLINAS: todas
CONTATO DA ESCOLA: escolaadilio@hotmail.com

MUDAR O AMBIENTE DA ESCOLA E MELHORAR OS HÁBITOS

Em escolas urbanas, como lidar com a necessidade de conscientizar estudantes e famílias para a preservação do meio ambiente. A Escola Municipal de Educação Infantil Cisne Branco, em Viamão, encarou esse desafio a partir da transformação do próprio espaço.



Quando cheguei na escola, havia um vasto ambiente que não estava sendo utilizado. Tinha um jardim, mas sem flores, sem nada. Era usado só para as crianças brincarem na pracinha. Comecei a trabalhar com eles a necessidade de conscientização. Formamos um jardim com pneus, hortas sustentáveis, algumas delas produzidas pelos pais – afirma Célia Regina Rodrigues, diretora da escola.

A participação das famílias, de acordo com a diretora, foi fundamental para desenvolver uma conscientização ambiental entre alunos e professores. A escola também tem uma horta que supre alimentos para o dia-a-dia das crianças, além da utilização prioritária de materiais reutilizáveis, diminuindo uso de EVA, isopor, entre outros. A empolgação dos estudantes com técnicas de reciclagem é tão grande que algumas mães se ofereceram para levar as crianças a galpões da cidade, para mostrar como o processo é feito.

Uma das palavras chave é o incentivo. Tu tens que incentivar, conquistar a cada momento o teu professor, a sua comunidade, e é muito importante trazer a comunidade para a escola. Não fazer a escola “do portão para fora”: a comunidade tem que ter acesso, diálogo, acolhimento. Somos uma equipe, que trabalha junto, e com o incentivo, as pessoas se sentem bem e começam a produzir – diz a professora, que trabalha na Cisne Branco desde 2014.

PROJETO: Meio Ambiente e Alimentação Saudável
ESCOLA: Escola Municipal de Educação Infantil Cisne Branco
CIDADE: Viamão
ÁREA DE ATUAÇÃO: Educação Infantil


DISCIPLINAS TRABALHADAS: todas.

Fonte: http://www.fmss.org.br/mapa-de-boas-praticas-conheca-tres-projetos-que-promovem-educacao-ambiental/





" data-layout="standard" data-action="like" data-show-faces="true" data-share="true">
 
Início      Cadastre-se!      Procurar      Submeter artigo      Fazer doação      Contato     Apresentação     Normas de Publicação     Artigos     Dicas e Curiosidades     Reflexão     Para sensibilizar     Dinâmicas e recursos pedagógicos     Entrevistas     Culinária     Arte e ambiente     O que fazer para melhorar o meio ambiente     Sugestões bibliográficas     Educação     Plantas medicinais     Práticas de Educação Ambiental     Educação e temas emergentes     Ações e projetos inspiradores     Gestão Ambiental     Cidadania Ambiental     Relatos de Experiências     Notícias