Tudo o que temos a fazer [...] é colocar nosso jeito de viver dentro dos meios ecológicos conhecidos. (Marcus Eduardo de Oliveira)
ISSN 1678-0701 · Volume XX, Número 78 · Março-Maio/2022
Início Cadastre-se! Procurar Área de autores Contato Apresentação(4) Normas de Publicação(1) Artigos(7) Notícias(5) Dicas e Curiosidades(1) Reflexão(1) Para sensibilizar(1) Dinâmicas e recursos pedagógicos(1) Arte e ambiente(1) Divulgação de Eventos(1) Sugestões bibliográficas(1) Educação(1) Ações e projetos inspiradores(2) Do Linear ao Complexo(3) A Natureza Inspira(1) Relatos de Experiências(11)   |  Números  
Notícias
15/12/2021 (Nº 77) SELO CLIMA PARANÁ REFORÇA COMPROMISSO CONTRA O AQUECIMENTO GLOBAL, DESTACA ROMANELLI
Link permanente: http://revistaea.org/artigo.php?idartigo=4223 
  

SELO CLIMA PARANÁ REFORÇA COMPROMISSO CONTRA O AQUECIMENTO GLOBAL, DESTACA ROMANELLI

O deputado Luiz Claudio Romanelli (PSB) destacou o compromisso da indústria paranaense no combate ao aquecimento global com a entrega de 71 certificados pelo Governo do Paraná nesta terça-feira, 7, a empresas que apresentaram relatório de emissão de GEE (Gases de Efeito Estufa). Três das empresas são das cidades representadas por Romanelli na Assembleia Legislativa: Carambeí, nos Campos Gerais; Primeiro de Maio, no Norte; e Santo Antônio da Platina, no Norte Pioneiro.

São 71 empresas que passaram a medir, divulgar e reduzir a emissão de carbono para combater as mudanças climáticas. São merecedoras desse prêmio porque têm compromisso com um mundo melhor, com a sustentabilidade e a qualidade de vida”, disse Romanelli.

Neste ano, o programa de certificação, realizado em parceria entre a Federação das Indústrias do Paraná e a Secretaria Estadual do Desenvolvimento Sustentável e do Turismo, ampliou a participação para empresas de 66 cidades paranaenses.

A diretora-geral da Sedest, Fabiana Campos, explica que o selo reconhece as empresas comprometidas com a sustentabilidade ambiental em três categorias: original, ouro e ouro plus. “Somente na categoria ouro plus foram quase 39 mil toneladas de gases de efeito estufa a menos lançadas no meio ambiente, redução equivalente ao sequestro anual de carbono de 7.500 hectares de floresta, ou cerca de 10 mil campos de futebol”.

Categorias — O selo na categoria “original” é entregue a empresas que apresentam inventário simplificado das emissões de carbono.

A categoria “ouro”, certifica as empresas que apresentam inventários completos, que devem ser auditados por terceira parte independente, acreditada pelo Inmetro e seguindo os ditames das normas técnicas ABNT-ISO.

Já a categoria “ouro plus” é entregue àquelas que apresentam inventários completos, auditados por terceira parte independente, e que comprovem redução das emissões em índice compatível com as metas do Brasil no Acordo de Paris.

A SLB do Brasil Projetos Florestais, de Santo Antônio da Platina, no Norte Pioneiro, é uma das empresas a receber o selo “ouro plus”.

A Fundição e Metalúrgica Tiger, de Primeiro de Maio, no Norte do Estado, e a Vigor Indústria de Óleos e Proteínas, de Carambeí, nos Campos Gerais, também serão certificadas com o Selo Clima Paraná.

Fonte: https://bitlybr.com/OuMLwlM

Ilustrações: Silvana Santos