Que meu andar, meu viver seja cada vez mais no ritmo das bicicletas... (José Matarezi)
ISSN 1678-0701 · Volume XXI, Número 79 · Junho-Agosto/2022
Início Cadastre-se! Procurar Área de autores Contato Apresentação(4) Normas de Publicação(1) Artigos(6) Notícias(6) Reflexão(4) Para sensibilizar(1) Entrevistas(1) Saber do Fazer(1) Arte e ambiente(1) Sugestões bibliográficas(3) Educação(1) Sementes(1) Ações e projetos inspiradores(2) Gestão Ambiental(1) O Eco das Vozes(1) Do Linear ao Complexo(3) A Natureza Inspira(1) Relatos de Experiências(3)   |  Números  
Apresentação
30/05/2022 (Nº 79) EDITORIAL
Link permanente: http://revistaea.org/artigo.php?idartigo=4306 
  

EDITORIAL DA EDIÇÃO 79 COMEMORATIVA DOS 20 ANOS DA REVISTA

EDUCAÇÃO AMBIENTAL EM AÇÃO

Forma1

É uma emoção muito grande podermos comemorar, neste Dia Mundial do Meio Ambiente e da Ecologia – 5 de junho – os 20 anos da revista! Toda equipe está vibrando de alegria!

Neste momento tão significativo, cabe relembrar como tudo começou…

Foi lá no GEAI (Grupo de Educação Ambiental da Internet – uma rede independente de profissionais envolvidos com a Educação Ambiental e com o Meio Ambiente que se articula por e-mail, criado em 2000 a partir do Projeto Apoema – Educação Ambiental, que é mantido como programa socioambiental da Apoema Cultura Ambiental) que tudo começou. Neste grupo compartilhamos desde lançamentos de livros, artigos acadêmicos, notícias, matérias e também rolavam alguns debates. Até que um dia tivemos a ideia de lançar uma revista, para não ficarmos apenas na troca de informações e, efetivamente, fazermos algo além de discutir e de nos informar. Todas as pessoas que se interessaram pela ideia reuniram-se em outro grupo e começamos a moldar a revista. Exatamente nove meses depois, em 5 de junho de 2002, ela nasceu. Desde então, nos dedicamos a esta produção editorial que muito nos motiva e nos orgulha. Com o passar do tempo, outras pessoas foram convidadas a caminhar com a gente, e algumas delas não fazem parte do GEAI.

Atualmente, com mais de 4.000 artigos publicados em 79 edições, o nosso banco de dados constitui um legado que continuaremos expandindo com nossas edições trimestrais. A revista conta com ferramentas interativas (e com um sistema de manutenção exclusivo criado e atualizado pelo editor responsável técnico Julio Trevisan) que possibilitam a pesquisa dentro do site, além de cadastramento de leitores, e disponibilidade de todos os volumes publicados desde 2002.

Acreditamos que a nossa maior contribuição com este trabalho é a de apresentar a comunidade em geral, um vultoso “banco de dados” a todos os que buscam uma forma de transformar o nosso modo de ser e agir no mundo, com mais sinergia e com novos significados. O número de pessoas alcançadas é uma confirmação desta contribuição. O sistema da revista possibilita aos editores acompanharem os acessos ao site, que, em maio de 2022 alcançou mais de 21.000.000 acessos.

Forma2

Este grande número comprova um alcance surpreendente – uma vez que não usamos recursos de publicidade. Se pensarmos que cada pessoa que acessa impacta outras, que não acessam, este número fica incalculável.

A média de visitas tem ultrapassado 10.000 acessos diários:

Forma3

Outro motivo de comemoração neste ano de 2022 é que o projeto da revista foi finalista do Prêmio de Educação Ambiental Naná Minnini Medina 2021/2022, realizado pelo Instituto Venturi para Estudos Ambientais e recebemos Menção Honrosa por Excelência, um reconhecimento que muito nos anima e nos fortalece!

Forma4

E o que dizem alguns membros da equipe sobre participar deste sonho, desta publicação?

Dizem que “o caminho se faz ao caminhar”, e gosto de acreditar que tenho me mantido fiel a essa ideia. Encantam-me as encruzilhadas e suas possibilidades de escolhas, a insegurança dos caminhos tortuosos e as descobertas vindouras.

E num desses cruzamentos da vida encontrei o GEAI, a querida Bere e muitas/os daquelas/es que em 2002 se reuniram em torno do projeto da Educação Ambiental em Ação. E lá se vão 20 anos!

São anos de muita aprendizagem e correria, de expectativa e cansaço, porém, acima de tudo, foram anos de esperançar coletivamente. Embora os obstáculos, as dificuldades particulares de cada um/a, seguimos e crescemos. Outras/os se juntaram ao grupo original e novas/os revisteiras/os chegarão ... e seguiremos “juntes” na luta pela vida, esperançando sempre, cada vez mais! 

Cláudia Mariza Brandão - Professora do curso de Artes Visuais - Licenciatura e do PPG Mestrado em Artes Visuais, Centro de Artes/UFPel, Líder do PhotoGraphein - Núcleo de Pesquisa em Fotografia e Educação. 



Inspirada pelo depoimento da Claudia, elaboro  o meu como revisteira "nova" que chega devagarinho  para espiar o caminho em construção. Aqui, para esclarecer, porque também tive o privilégio de acompanhar alguns desdobramentos iniciais desta revista como professora da nossa querida Bere por volta de 2003, faço uma observação. O paradigma cartesiano, por definição o paradigma da simplificação, nos condenou a separar corpo e alma, sujeito e objeto, ser humano e natureza. Essa fragmentação abalou o processo de construção do ser humano de inteireza.  Creio ser meu dever ao acompanhar as reflexões cuidadosamente elaboradas e descritas nesta revista, destacar o que vejo como tarefa essencial dos revisteiros aqui comprometidos: juntar o que por tanto tempo andou desconjuntado! Parabéns a todos pela tarefa complexa e desafiadora assumida!!!

Marina Patrício de Arruda - É Graduada em Ciências Sociais, mestre e doutora em Serviço Social (PUCRS). Professora e Pesquisadora com Estágio Pós-Doutoral (Pesquisa Pós-doutoral no Exterior) em Educação junto ao LEduC (Laboratório Aberto de Educação em Ciências) da Universidade de Aveiro Portugal 2019-2020.  Pesquisadora do Grupo de Pesquisa Formação Cultural, Hermenêutica e Educação da Serra Gaúcha (GPFORMA SERRA- UCS) e do Programa de Pós-Graduação em Educação (PPGEdu-UCS). 



Re-cordar… pasar nuevamente por el corazón

Recuerdo con una sonrisa el día en que iniciamos nuestra siembra compartida…

Recuerdo que al comenzar este nuevo milenio se produjo la magia de un encuentro de almas respetuosas de la vida en todas sus manifestaciones.

Desde entonces, mi corazón canta cada vez que la inspiración comienza a tejer la trama de una nueva edición. Todo pareciera estar coordinado por una fuerza mayor que nos une y nos reúne para que entre todos pongamos color y amor a nuestras palabras, brindando lo mejor de nosotros mismos en cada edición, honrando la vida y sus ritmos y honrándonos también, como seres sensibles y espirituales viviendo la experiencia de ser humanos y planetarios.

Somos una red mágica de “sembradores de inspiraciones” coloridas y vitales, expresando la voz del alma en cada edición. Ser parte de este equipo es realmente una bendición. Siento que mi corazón y mi alma se expanden y recibo con gratitud infinita este regalo de la vida de poder compartir nuestra siembra y celebrar cada cosecha con mucha alegría y fe.

Educação Ambiental em Ação” es realmente una inspiración grupal que nos da la oportunidad de brindarnos de corazón, haciendo nuestro “aporte-semilla” para vivir en armonía y plenitud, en nuestra “Casa-Tierra”, como gran familia humana y planetaria.

 Esther Mónica Shocron Benmuyal - Embajadora de Paz / Distinción otorgada por Mil Milenios de Paz y Fundación Paz, Ecología y Arte



Desde a primeira edição faço parte desta Revista.

Minha primeira vivência, Rio Morto X Rio Vivo escrevi para a revista e naquele tempo há 20 anos atrás, esta já era on line! (visionários!)

Foram inúmeros textos desde então, jogos, peças de teatro, texto para reflexão, uma infinidade de escritos, uma tarefa deliciosa de cumprir a cada três meses.

Eu tive a oportunidade de conhecer a Sandra Barbosa, a Berenice Gehlen Adams, e algumas outras pessoas que deixaram um legado em algumas edições, mas rumaram por outros caminhos. 

Um dos meus textos de mais destaque é uma peça escrita a quatro mãos, a Bere e eu, que se chama "A Missão de Alice" esta peça faz parte da edição de número 9, escrita em 2004.

Recentemente uma terapeuta, colega de trabalho, que mora no sul do país encontrou um texto intitulado "Cada um sabe a dor e a delícia de ser o que é", uma reflexão pessoal e me convidou para uma live no Instagram. 

A revista une as pessoas, trás reflexão, discussões positivas sobre muitos assuntos diversos, é um orgulho fazer parte desta equipe!

Marína Strachman – Consteladora Familiar, Especialista em Bem Estar e Felicidade, Arquiteta e Urbanista, Mestre em Desenvolvimento Regional e Meio Ambiente e Especialista em Educação Ambiental. 



Na primeira edição da revista EA EM AÇÃO, o sonho era o de termos um lugar onde pudéssemos pesquisar material sobre educação ambiental e que este material fosse uma reserva bibliográfica para pesquisadores, professores, alunos, ativistas, educadores. E fomos nos organizando, no amor e na vontade de termos a educação ambiental efetivada no Brasil de Norte a Sul. O tempo passou e nestes 20 anos, foram construídas políticas públicas para que a EA fosse factível em todas as linhas de educação, formal e não formal. Foram diversos eventos no Brasil, foram ações entre Estados, Municípios; formaram-se coletivos, editaram bibliografias, com tratados, Cartas, moções, e lá sempre estava “cravado”, na base dos debates, a Revista EA em Ação. Este trabalho, feito a muitas mãos, foi ganhado mais e mais adeptos, e hoje uma falange de educadores se alimenta avidamente a cada trimestre do material desta revista. Amadurecemos, crescemos, acompanhamos as mudanças, climáticas, do país, do planeta, mas não perdemos nossa essência: planetária e verdadeira.

Sandra Barbosa. Ecóloga. Auditora Ambiental. Consultora. Docente em Biologia. Especialista em EA. Especialista em Gestão de Recursos Hídricos. Editora.



Hoje, refletindo sobre estes 20 anos da publicação, percebo que não tínhamos ideia de que ela cresceria da forma como cresceu, e nem do seu alcance. Tivemos muitos altos e baixos, ou seja, as mesmas dificuldades que se encontra ao tentar fazer algo inovador (sendo uma das primeiras revistas de educação on line, pelo que se tem conhecimento) e voluntário. Porém, com o apoio de toda equipe e demais editores, sempre conseguimos ultrapassar estas barreiras e seguimos trabalhando.

Berenice Gehlen Adams – Pedagoga, especialista em Alfabetização e em Educação Ambiental, editora da revista e diretora da Apoema Cultura Ambiental.



Por fim, só temos a agradecer a todos os leitores e a todas as leitoras que nos motivam nesta trajetória, aos autores que confiam seus manuscritos a esta publicação, aos editores, aos colaboradores – equipe editorial – antigos/as, novos/as e aos/as que já desembarcaram desta viagem e seguem por outros caminhos, pela possibilidade de estarmos comemorando estes 20 anos.

Nosso MUITO OBRIGADO a cada um, pelo prestígio, pela persistência, pela parceria, pela fraternidade, pela determinação de manter acesa a chama que alimenta a nossa vontade de mudar o mundo para melhor, através da Educação Ambiental em Ação!

EQUIPE DA EDUCAÇÃO AMBIENTAL EM AÇÃO

Forma5

São os passos que fazem os caminhos.”

MARIO QUINTANA

Ilustrações: Silvana Santos