A responsabilidade social e a preservação ambiental significa um compromisso com a vida. - João Bosco da Silva
ISSN 1678-0701 · Volume XXI, Número 85 · Dezembro-Fevereiro 2023/2024
Início Cadastre-se! Procurar Área de autores Contato Apresentação(4) Normas de Publicação(1) Artigos(1) Dicas e Curiosidades(1) Reflexão(9) Para Sensibilizar(2) Dinâmicas e Recursos Pedagógicos(2) Entrevistas(1) Arte e Ambiente(1) Divulgação de Eventos(13) O que fazer para melhorar o meio ambiente(3) Sugestões bibliográficas(3) Educação(1) Você sabia que...(4) Reportagem(2) Educação e temas emergentes(1) Ações e projetos inspiradores(14) Cidadania Ambiental(1) O Eco das Vozes(1) Relatos de Experiências(2) Notícias(17)   |  Números  
Sugestões bibliográficas
13/03/2023 (Nº 82) LIVRO: PEDAGOGIA SOCIAL E EDUCAÇÃO AMBIENTAL
Link permanente: http://revistaea.org/artigo.php?idartigo=4474 
  

LIVRO: PEDAGOGIA SOCIAL E EDUCAÇÃO AMBIENTAL

Pedagogia Social e Educação Ambiental: um novo livro publicado (2022) pela Cátedra UNESCO de Juventude, Educação e Sociedade da Universidade Católica de Brasília.

Autora: Sandra Chistolini

Tradução: Maria da Graça Gomes de Pina

Na perspectiva da Pedagogia Social, a autora discorre sobre a educação ambiental na educação infantil a partir de autores como DECROLY, BADEN-POWELL, JOHN DEWEY, FERRIÈRE, FROBEL…

Clique na imagem para baixar em PDF

O estudo das três realidades pedagógicas “Asilo nel Bosco” (=Jardim de Infância no Bosque), “Jardim-Escola João de Deus”, “Educação ao ar livre” permite conhecer algumas das melhores realizações da escola contemporânea, orientada para a procura de significados e métodos para educar e instruir a criança, de acordo com uma visão de mundo naturalista e humanista. A formulação teórica revela itinerários iniciados pelo impulso de mudança, pelo trabalho de pedagogos e professores empenhados em responder às necessidades autênticas de meninos e meninas. Surgem os contornos de um desenho artístico e ético, uma manifestação do que os pequenos comunicam. As sensíveis intuições dos pioneiros, F. W. A. Fröbel, J. Dewey, A. Ferrière, foram seguidas por ações científicas que então se fundiram em modelos escolares capazes de se comunicar com a sociedade em rápida transformação. É uma ideia de educação gerada por uma concepção do homem integral, não fragmentado, unido ao universo do qual ele é a essência principal e não, genericamente, uma parte. A diversidade é a consciência da própria identidade que se desenvolve com outras identidades, em paz e de acordo com a justiça, afastando-se das relações regidas pela supremacia e dominação. A alma da infância é livre para aceitar esta dimensão transversal da existência, vivida em contextos de vida ao ar livre e de modo a constituir um pré-requisito fundamental na pedagogia descrita pela epistemologia humanista e na metodologia da interação.

Fonte: https://catedra.ucb.br/2022/05/novo-livro-pedagogia-social-e-educacao-ambiental/

Ilustrações: Silvana Santos