A natureza universal sustenta a vida de todos os seres. (Dalai Lama)
ISSN 1678-0701 · Volume XX, Número 76 · Setembro-Novembro/2021
Início Cadastre-se! Procurar Área de autores Contato Apresentação(4) Normas de Publicação(1) Artigos(8) Notícias(7) Reflexão(4) Para sensibilizar(1) Arte e ambiente(1) Sugestões bibliográficas(2) Educação(1) Ações e projetos inspiradores(2) Cidadania Ambiental(1) O Eco das Vozes(1) Do Linear ao Complexo(1) Relatos de Experiências(9)   |  Números  
Relatos de Experiências
08/06/2021 (Nº 75) A ESCOLA DE REFERÊNCIA EM ENSINO MÉDIO RODOLFO AURELIANO EM UMA AÇÃO CIDADÃ
Link permanente: http://revistaea.org/artigo.php?idartigo=4157 
  

A ESCOLA DE REFERÊNCIA EM ENSINO MÉDIO RODOLFO AURELIANO EM UMA AÇÃO CIDADÃ

Cristiane Silva de Oliveira1

1 Especialista em Ensino de Geografia e Suas Tecnologias pela FABEJA, professora da Rede Pública Estadual de Educação de Pernambuco. e-mail: mockpet38@gmail.com

RESUMO

As embalagens de desodorantes aerossóis chamam a atenção não só pelo descarte inadequado como também por componentes da fórmula que podem provocar acidentes e poluir a atmosfera. Daí surge a proposta pedagógica, através da coleta seletiva de embalagens de desodorantes aerossóis, cujos objetivos foram: conscientizar o aluno a respeito do descarte adequado das embalagens e despertar para o trabalho em equipe na perspectiva da construção de valores para uma prática cidadã voltada a preservação do meio ambiente e do bem-estar de animais abandonados. A prática ocorreu em dois momentos: coleta seletiva e construção de um portifólio por alunos do Ensino Médio da Escola Estadual de Referência Rodolfo Aureliano situada no município de Jaboatão dos Guararapes no Estado de Pernambuco. Todas as embalagens coletadas desde 2016 forma vendidas, sendo a renda revertida na alimentação e castração de animais (gatos) que apareciam no ambiente escolar, sendo encaminhados para adoção.

Palavras chave: Coleta seletiva. Embalagens de desodorantes aerossóis. EREM Rodolfo Aureliano.



ABSTRACT

Aerosol deodorant packs draw attention not only to inadequate disposal but also to components of the formula that can cause accidents and pollute the atmosphere. Hence the pedagogical proposal, through the selective collection of aerosol deodorant packaging, whose objectives were: raise the student’s awareness of the proper disposal of packaging and awaken to teamwork in the perspective of building values for a citizen practice aimed at preserving the environment and the welfare of abandoned animals. The practice occurred in two moments: selective collection and construction of a portfolio by high school students of the State School of Reference Rodolfo Aureliano located in the municipality of Jaboatão dos Guararapes in the State of Pernambuco.  All packages collected since 2016 were sold, and income was reversed in the feeding and castration of animals (cats) that appeared in the school environment, being referred for adoption.

Keyword: Selective collection. Aerosol deodorant packaging. EREM Rodolfo Aureliano.



INTRODUÇÃO

O advento da Revolução Industrial favoreceu a produção de objetos de consumo em larga escala como também de novas embalagens, aumentando o volume e a diversidade de resíduos gerados no meio urbano (RODRIGUES; CAVINATTO, 2003). No tocante as embalagens descartáveis, em função da comodidade atrelada pelo marketing é criado um fluxo intenso de descarte que se torna agressor ao meio ambiente (LAGO; PÁDUA, 1984).

Na intenção de minimizar os impactos gerados pelo descarte inadequado de embalagens descartáveis e de modo geral dos resíduos sólidos, existem dois processos conforme Rodrigues e Cavinatto (2003), o da coleta seletiva e da reciclagem destes materiais. Estando neste contexto as embalagens descartáveis produzidas a partir do alumínio.

A reciclagem do alumínio proporciona como benefícios: Economia do mineral bruto: bauxita, diminuição do volume de resíduos destinados aos aterros sanitários, economia de energia elétrica, reduz a agressão ao meio ambiente (SEBRAE, 2006).

O Brasil é o sexto produtor mundial de alumínio primário e sua produção só começa no século XX, na década de 30 (SANTOS, 2003). A reciclagem do alumínio funciona no Brasil com alto índice de eficácia e só em 2012 foram recicladas 508 toneladas de alumínio (LANDIM et al., 2016).

No caso particular das embalagens de desodorantes aerossóis, a atenção é voltada para as mesmas, pelo descarte inadequado como para componentes da fórmula que são inflamáveis e podem provocar acidentes e ainda poluir a atmosfera. Daí surge uma proposta para trabalhar a Educação Ambiental a partir da coleta seletiva destas embalagens descartáveis no ambiente escolar por ser este um espaço de conscientização, mobilização e transformação.

A prática pedagógica proposta, apresentou como objetivos: conscientizar o aluno a respeito do descarte adequado das embalagens de desodorantes aerossóis, reduzindo o volume de resíduos sólidos destinados aos aterros sanitários como ainda reduzindo a poluição e despertar para o trabalho em equipe na perspectiva da construção de valores para uma prática cidadã voltada a preservação do meio ambiente e do bem-estar de animais abandonados, refletindo diretamente no bem-estar do homem, construindo o conhecimento através de uma prática pedagógica interativa.

Em uma prática pedagógica interativa o aluno é integrante ativo no processo de construção do conhecimento, deixando de ser expectador aluno deixa de ser passivo, não sendo mais um mero depósito de informações prontas, os quais estão tolhidos da oportunidade de questionar (FREIRE, 1987).

PROCEDIMENTO METODOLÓGICO

O trabalho pedagógico em apreço foi desenvolvido na Escola de Referência em Ensino Médio Rodolfo Aureliano pertencente a Rede Estadual de Educação de Pernambuco e situada no município de Jaboatão dos Guararapes.

Sendo realizado em dois momentos: o primeiro momento correspondeu a campanha de coleta seletiva das embalagens de desodorantes aerossóis, realizada no segundo semestre de 2016 e no primeiro semestre de 2017 e a construção de um portfólio em 2016 e de gráficos em 2018.

O segundo momento a construção do portfólio foi caracterizado por sete etapas de uma pesquisa conforme as normas da ABNT, enfocando os propelentes usados nas embalagens de desodorantes aerossóis. Processo este, que direcionou o alunado pelos caminhos da prática científica e cidadã. Ressalta-se que as embalagens foram doadas para venda, cuja renda foi revertida a cada ano para alimentar e castrar os animais oriundos das redondezas que circulavam no espaço escolar, sendo encaminhados para adoção.

RESULTADOS

Diante do envolvimento de todas as turmas da Escola de Referência em Ensino Médio Rodolfo Aureliano na coleta seletiva de embalagens de desodorantes aerossóis foi arrecadado uma média de 25 kg de material reciclável em 2016 (Figura 1 e Figura 2) e 58 Kg em 2017, 100 kg em 2018, 150 kg em 2019. 87% das turmas ultrapassaram a meta estabelecida de 50 embalagens para cada turma, em 2016. Já em 2017 todas as turmas envolvidas superaram a meta de 70 embalagens. Tendo destaque o 1 Ano B em 2016 e 1 Ano F em 2017. Nos anos seguintes os primeiros anos se mantiveram a frente na coleta de embalagens, 2018, 2019.

O processo de mobilização e conscientização ultrapassou os muros da escola, pois envolveu familiares, amigos e vizinhos dos alunos. Como ainda, permitiu aos envolvidos na ação ampliar os conhecimentos em relação aos propelentes usados na composição dos desodorantes aerossóis, tanto quanto aos riscos de uso, manuseio e descarte das embalagens. Contribuindo na redução do refugo gerado nas residências e descartados inadequadamente no meio ambiente.



Figura 1- Entrega de embalagens em 2016 Figura 2 - Montante recolhido em 2016

No tocante ao segundo momento houve um aprendizado significativo por parte dos alunos que com um estilo de trabalho acadêmico com base nas normas da ABNT: o portfólio (Figura 3).



Figura 3 – Portifólios construídos



Quanto aos animais contemplados pela campanha, só em 2019, dez gatos que passaram a conviver no ambiente da escola foram encaminhados para adoção e castrados (Figura 4 e Figura 5).

Figura 4- Gata resgata beneficiada pelo projeto Figura 5 - Após cuidados e adotada

No início de 2020 uma cadela que viviam em condições inadequadas num terreno ao lado da escola foi adotada. E mesmo com a pandemia, tomando os devidos cuidados três gatos filhotes foram adotados, sendo dois adotados por uma ex-aluna, havendo ainda o recolhimento ainda que discreto das embalagens de desodorantes aerossóis.



CONSIDERAÇÕES FINAIS

O professor ao utilizar uma prática pedagógica interativa que aproxima o aluno de sua realidade ambiental promove a sensibilização e a conscientização de sua responsabilidade com o meio ambiente. Assim, constrói valores que serão percussores de práticas mais sustentáveis como a coleta seletiva e a reciclagem de embalagens descartáveis como as de desodorantes aerossóis que são produzidas a partir do alumínio.

A proposta pedagógica de caráter ambiental realizada na Escola Estadual de Referência em Ensino Médio Rodolfo Aureliano em Jaboatão dos Guararapes – PE contribuiu não só na conscientização e mobilização do ambiente escolar, pois se estendeu a familiares e vizinhos dos alunos, professores e funcionários administrativos da escola, ao mesmo tempo que ampliou o conhecimento desde a reciclagem do alumínio até aos propelentes usados nas fórmulas dos desodorantes aerossóis cuja pesquisa foi construída e organizada em portifólio.

Cabendo ressaltar que foi aguçada não só a responsabilidade com o descarte correto das embalagens dos desodorantes, como também a importância de resgatar, cuidar e primar pela guarda responsável de animais, em particular os gatos que apareciam no ambiente escolar.

REFERÊNCIAS



FREIRE, P. Pedagogia do oprimido. 17ª ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1987.

LAGO, A.; PÁDUA, J. A. O que é ecologia. Coleção Primeiros Passos. São Paulo: Brasiliense, 1984.

LANDIM, A.P.M.; BERNANRDO, C.O.; MARTINS, I.B.A.; FRANCISCO, M.R.; SANTOS, M.B.; MELO, N.R. Sustentabilidade quanto as embalagens de alimentos no Brasil. Polímeros. v.26, número especial. p. 82-92, 2016. Disponível em:<http//:www.scielo.br/scielo/pdf/po/v26nspe/0104-1428-po-0104-14281897.pdf>

Acesso em: janeiro de 2017.

RODRIGUES, F. L.; CAVINATTO, V. M. Lixo de onde vem? para onde vai? Coleção Desafios. 2ª ed. São Paulo: Moderna, 2003.

SANTOS, C.R. Gerenciamento da toxidade dos metais. São Paulo: Editora Atheneu, 2003.

SEBRAE. Ponto de partida para início de negócios- reciclagem de alumínio. Minas Gerais: SEBRAE, 2006.



Ilustrações: Silvana Santos