A responsabilidade social e a preservação ambiental significa um compromisso com a vida. - João Bosco da Silva
ISSN 1678-0701 · Volume XXI, Número 85 · Dezembro-Fevereiro 2023/2024
Início Cadastre-se! Procurar Área de autores Contato Apresentação(4) Normas de Publicação(1) Artigos(1) Dicas e Curiosidades(1) Reflexão(9) Para Sensibilizar(2) Dinâmicas e Recursos Pedagógicos(2) Entrevistas(1) Arte e Ambiente(1) Divulgação de Eventos(13) O que fazer para melhorar o meio ambiente(3) Sugestões bibliográficas(3) Educação(1) Você sabia que...(4) Reportagem(2) Educação e temas emergentes(1) Ações e projetos inspiradores(14) Cidadania Ambiental(1) O Eco das Vozes(1) Relatos de Experiências(2) Notícias(17)   |  Números  
Ações e projetos inspiradores
06/09/2023 (Nº 84) ESCOLAS DE SANTA ROSA RECEBEM PROJETO DE COMPOSTEIRAS
Link permanente: http://revistaea.org/artigo.php?idartigo=4586 
  

ESCOLAS DE SANTA ROSA RECEBEM PROJETO DE COMPOSTEIRAS

A prefeitura de Santa Rosa deu início a mais um projeto de educação ambiental no município, dessa vez, usando os processos da compostagem como ferramenta de aprendizado. A ação está sendo realizada nas escolas que fazem parte da rede municipal de Ensino, com o objetivo de oferecer uma destinação adequada aos resíduos orgânicos e diminuir a quantidade de lixo que é encaminhado para o aterro sanitário.

A implementação inicial aconteceu na EMEF Érico Veríssimo, em Bela União. A iniciativa é uma parceria entre as Secretarias de Agricultura, Meio Ambiente e Educação e Cultura.

Na oportunidade, os alunos do 2° ano, supervisionados pela professora Cristiane e a Diretora Rosemeri, auxiliaram na instalação da composteira feita de bambus. A escola também recebeu uma composteira feita de tambor, a qual possui uma torneira para que possa ser feita a coleta do chorume.

Conforme o coordenador do Projeto Composteira nas Escolas, o Técnico Agrícola Pedro Fabrício, a compostagem é a melhor forma de promover a destinação adequada dos resíduos orgânicos, "Esta é uma prática antiga e atualmente muito difundida, que consiste em reutilizar os nutrientes presentes nos resíduos, transformando a matéria orgânica em adubo natural que pode ser utilizado em jardins e hortas".

Existem diversos tipos de composteiras, a tradicional, que geralmente é utilizada no interior, que são feitas camadas sobrepostas no solo (esterco e palhas) e também, as que são confeccionadas com outros materiais (taquara, arame, tambor e baldes). Os recipientes são utilizados para decompor materiais orgânicos diversos, como: palhas, folhas, podas de jardinagens, cortes de grama, restos de verduras, frutas, grãos, cascas de ovos, entre outros. O projeto vai seguir um cronograma, para que outras escolas do município possam também realizar o processo da compostagem, além de proporcionar que os alunos levem essa ideia para casa, e que estes resíduos sejam aproveitados e depois utilizados em hortas da própria escola e nas residências.

Fonte: https://bitlybr.com/sWPnE



Ilustrações: Silvana Santos