O conhecimento liberta, a ciência ilumina, informação salva vidas! – André Trigueiro
ISSN 1678-0701 · Volume XXII, Número 87 · Junho-Agosto/2024
Início Cadastre-se! Procurar Área de autores Contato Apresentação(4) Normas de Publicação(1) Artigos(4) Dicas e Curiosidades(5) Reflexão(13) Para Sensibilizar(1) Dinâmicas e Recursos Pedagógicos(7) Dúvidas(2) Entrevistas(1) Culinária(1) Arte e Ambiente(1) Divulgação de Eventos(7) O que fazer para melhorar o meio ambiente(4) Sugestões bibliográficas(1) Educação(1) Você sabia que...(1) Educação e temas emergentes(7) Ações e projetos inspiradores(27) Cidadania Ambiental(1) O Eco das Vozes(1) Do Linear ao Complexo(1) A Natureza Inspira(1) Relatos de Experiências(5) Notícias(24)   |  Números  
Dicas e Curiosidades
30/05/2024 (Nº 87) ESTES SÃO OS EDIFÍCIOS SUSTENTÁVEIS MAIS FAMOSOS DO MUNDO
Link permanente: http://revistaea.org/artigo.php?idartigo=4803 
  

ESTES SÃO OS EDIFÍCIOS SUSTENTÁVEIS ​​MAIS FAMOSOS DO MUNDO

São apenas 5 dos muitos edifícios sustentáveis que já existem em todo o mundo, mas constituem um exemplo de eficiência energética e uma visão de como devemos construir no futuro.

O edifício 'The Edge', em Amsterdã (Alemanha), tem a maior pontuação de sustentabilidade da história (98,36%), segundo a agência de classificação ambiental BREEAM. Crédito: Edge.tech.

Belén ValdehitaMeteored Espanha



A sustentabilidade é uma parte inegável do futuro do nosso planeta e é essencial, especialmente em áreas como a arquitetura e design.

Nos últimos tempos tem-se observado um aumento significativo de edifícios sustentáveis em que os arquitetos têm priorizado aspectos como a eficiência energética, a utilização de materiais ecológicos e a integração com o ambiente natural através da incorporação de vegetação, e até de pequenas florestas.

Compilamos uma seleção de 5 destes edifícios onde a sustentabilidade não é apenas um propósito, mas é também uma realidade mais óbvia e plausível.

The Edge, na Holanda

Localizado na cidade de Amsterdã, na Holanda, é um dos edifícios de escritórios mais ecológicos e inteligentes do mundo. O 'The Edge' é a sede da empresa Deloitte, e nos seus mais de 40 mil metros quadrados existem 28 mil sensores que nos permitem saber tudo o que acontece no seu interior, desde a energia consumida até a umidade relativa do ar e o nível da iluminação.

O edifício The Edge tem a maior pontuação de sustentabilidade da história (98,36%), segundo a agência de classificação ambiental BREEAM.

Este edifício de 15 andares, projetado pelo estúdio de arquitetura PLP Architecture, foi inaugurado em 2015. É abastecido com energia solar obtida a partir de um conjunto de painéis localizados na cobertura e em uma das paredes. Também utiliza energia solar dos painéis da Universidade de Amsterdã. Quanto à água utilizada para aquecimento e ar condicionado, a mesma é captada através de um aquífero localizado abaixo do edifício.

Estas características, e muitas outras, deram ao edifício The Edge a maior pontuação de sustentabilidade da história (98,36%), de acordo com a agência de classificação ambiental BREEAM.

Torre Reforma, no México

Projetado pelo arquiteto mexicano Benjamín Romano, o Torre Reforma é o edifício mais alto da Cidade do México e se destaca pelas estudadas medidas de economia de energia. Para começar, ele aproveita a abundante luz natural desta região do México para reduzir o uso de luz elétrica, e abre as janelas ao amanhecer para regular a temperatura.

O edifício 'Torre Reforma' foi o vencedor do International Highrise Award 2018, como o melhor arranha-céu do mundo.

Vencedor do International Highrise Award 2018 como melhor arranha-céu do mundo, seu design permite ventilação natural através de orifícios instalados em uma de suas fachadas. Desta forma, apoia e aumenta a eficiência dos sistemas de ar condicionado.

Além de possuir apartamentos para residentes, possui área comercial, estacionamento, auditório panorâmico, um enorme terraço e salas de reuniões.

Manitoba Hydro Place, no Canadá

Localizado na cidade de Winnipeg e inaugurado em 2009, o edifício Manitoba Hydro Place foi projetado por KPMB Architects, Kuwabara Payne McKenna Blumberg Architects, Smith Carter Architects + Engineers e Transsolar.

O Manitoba Hydro Place foi projetado para superar sua meta sustentável inicial de conservação de energia em 64% ou mais. Imagem: Panoramio.

Hospeda a sede da empresa Manitoba Hydro, a principal fornecedora de energia da província de Manitoba e a quarta maior do Canadá. Esta empresa, que é propriedade do governo provincial, obtém quase toda a sua eletricidade a partir de energia hídrica auto renovável.

Este arranha-céu de vidro foi projetado para superar sua meta inicial sustentável de conservação de energia em 64% ou mais.

Bosco Verticale, na Itália

O Bosco Verticale não pode faltar na lista dos edifícios sustentáveis mais famosos do mundo. Situado na cidade italiana de Milão, na zona de Porta Nuova Isola, é na verdade um complexo composto por dois edifícios, um de 110 metros de altura e outro de 76 metros de altura, ambos cobertos de vegetação. São obra do Boeri Studio, e mais de 800 árvores crescem em suas fachadas.

O Bosco Verticale facilitou um microclima que absorve CO2 e partículas de poeira, além de produzir oxigênio. Imagem: Wikimedia/Goldmund100.

Inaugurados em outubro de 2014, são edifícios residenciais sustentáveis, além de constituírem um belo projeto de reflorestamento urbano. A sua variada gama de arbustos e árvores foi distribuída de acordo com a exposição solar que cada lado da fachada recebe.

Outros edifícios sustentáveis emblemáticos no mundo são a Torre Salesforce, em San Francisco; The Crystal, em Londres, e o The Change Initiative, em Dubai.

Este sistema vertical de plantas florestais proporcionou a criação de um microclima. Na verdade, produz umidade, absorve CO2 e partículas de poeira, além de produzir oxigênio.

Torre Iberdrola, na Espanha

Inaugurado em 2011, o edifício Torre Iberdrola é um dos arranha-céus mais altos da Espanha, além de ser um dos sustentáveis mais famosos do mundo. Projetado pelo arquiteto argentino e nacionalizado americano César Pelli, está localizado no bairro de Abandoibarra, em Bilbao, próximo ao Museu Guggenheim.