O conhecimento liberta, a ciência ilumina, informação salva vidas! – André Trigueiro
ISSN 1678-0701 · Volume XXII, Número 87 · Junho-Agosto/2024
Início Cadastre-se! Procurar Área de autores Contato Apresentação(4) Normas de Publicação(1) Artigos(4) Dicas e Curiosidades(5) Reflexão(13) Para Sensibilizar(1) Dinâmicas e Recursos Pedagógicos(7) Dúvidas(2) Entrevistas(1) Culinária(1) Arte e Ambiente(1) Divulgação de Eventos(7) O que fazer para melhorar o meio ambiente(4) Sugestões bibliográficas(1) Educação(1) Você sabia que...(1) Educação e temas emergentes(7) Ações e projetos inspiradores(27) Cidadania Ambiental(1) O Eco das Vozes(1) Do Linear ao Complexo(1) A Natureza Inspira(1) Relatos de Experiências(5) Notícias(24)   |  Números  
Ações e projetos inspiradores
30/05/2024 (Nº 87) EGRESSO DO IFBA CONQUISTA PRÊMIO INTERNACIONAL PROMOVIDO PELA NASA
Link permanente: http://revistaea.org/artigo.php?idartigo=4847 
  

EGRESSO DO IFBA CONQUISTA PRÊMIO INTERNACIONAL PROMOVIDO PELA NASA

Com tema sobre impacto dos microplásticos na biodiversidade marinha e na saúde humana, Wesley Andrade, formado em 2023 no curso técnico de Meio Ambiente, pelo campus Eunápolis, fez parte de projeto que levou os(as) participantes a criarem visualizações usando dados de observação da Terra que promovem os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável de fome zero, água potável e ação climática. A equipe de Wesley foi a única brasileira a vencer o desafio, que contou com quase 1.600 participantes, de 104 países.

Por Gilberto Amorim*

E se você pudesse mapear os pontos da Costa brasileira mais afetados pela concentração de microplásticos através da análise de dados de um satélite da NASA? Foi esse o trabalho desenvolvido por Wesley Andrade, egresso do curso de Meio Ambiente do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia da Bahia (IFBA), campus Eunápolis, em competição organizada pela NASA (Administração Nacional da Aeronáutica e Espaço - em inglês: National Aeronautics and Space Administration), U.S. Mission to International Organizations in Vienna (UNVIE), e UN Office for Outer Space Affairs (UNOOSA). Composta por quatro integrantes, a equipe de Wesley, “H2Plastic”, foi a única brasileira vencedora do desafio, que contou com quase 1.600 participantes, de 104 países. 

Foto: Arquivo pessoal de Wesley.

A "H2Plastic" participou do desafio “Pale Blue Dot: Visualization Challenge”, onde a meta era criar uma visualização com dados de observação da Terra que contribuíssem para pelo menos um dos seguintes Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS): fome zero, água potável e saneamento, e ação climática. Wesley e os membros da equipe conduziram uma extensa análise utilizando dados recolhidos pelo satélite da NASA para ilustrar o impacto dos microplásticos na biodiversidade marinha e na saúde humana. “Processamos 18 meses de dados, de abril de 2017 a setembro de 2018, revelando níveis alarmantes de contaminação por microplásticos em vários estados do Brasil. As nossas descobertas são cruciais para que as agências governamentais formulem políticas de limpeza e aumentem a consciência pública sobre os riscos associados à poluição por microplásticos”, disse Wesley. Para auxílio nas pesquisas, a NASA disponibilizou para os(as) participantes alguns guias básicos e o link para acessar os dados de determinados satélites. 

Os(As) vencedores(as) da competição ganharam uma viagem de 10 dias para o Space Study Program - NASA, nos Estados Unidos, que acontecerá em agosto deste ano. Todas as despesas serão de responsabilidade dos organizadores do evento. É possível ter acesso ao produto final do projeto desenvolvido pela “H2Plastic” clicando aqui. O material inclui o resumo e o relatório detalhado da pesquisa. 

Equipe H2Plastic