A revista precisa do seu apoio!
Desde seu nascimento em 2002, a revista tem crescido em importância e conteúdo (59 exemplares trimestrais, + de 9 milhões os acessos, avaliação QUALIS-B1 na área de Ensino), requisitando mais dedicação dos membros da equipe, que a mantém de forma independente (sem apoio financeiro externo). Para continuarmos a desenvolver este trabalho, viemos pedir o apoio da comunidade através de doações.
Às pessoas que contribuírem enviaremos um brinde-surpresa! - Editores da revistaea.org
ISSN 1678-0701
Número 60, Ano XVI.
Junho/Agosto/2017.
Números anteriores 
Início      Cadastre-se!      Procurar      Submeter artigo      Contato     Apresentação     Normas de Publicação     Artigos     Dicas e Curiosidades     Reflexão     Para sensibilizar     Dinâmicas     Entrevistas     Culinária     Arte e ambiente     Divulgação de Eventos     O que fazer para melhorar o meio ambiente     Sugestões bibliográficas     Educação     Plantas medicinais     Educação Ambiental e Comunicação     Práticas de Educação Ambiental     Sementes     Educação e temas emergentes     Ações e projetos inspiradores     Relatos de Experiências     Notícias
Artigos

03/06/2017
OS PROJETOS DE EDUCAÇÃO AMBIENTAL COMO ESTRATÉGIA PEDAGÓGICA NO CONTEXTO ESCOLAR  
Link permanente: http://revistaea.org/artigo.php?idartigo=2741 
" data-layout="standard" data-action="like" data-show-faces="true" data-share="true">

OS PROJETOS DE EDUCAÇÃO AMBIENTAL COMO ESTRATÉGIA PEDAGÓGICA NO CONTEXTO ESCOLAR

 

THE ENVIRONMENTAL EDUCATION PROJECTS AS A PEDAGOGICAL STRATEGY IN THE SCHOOL CONTEXT

 

 

Neucy Teixeira Queiroz

Graduada em Ciências Biológicas pela Universidade Estadual de Montes Claros

Pós Graduanda em Recursos Hídricos e Ambientais - UFMG

 

RESUMO

 

Este artigo visa relatar a aplicação do projeto: “Reciclagem: meio de contribuição ambiental” na Escola Estadual José Fernandes de Souza, no Município de Varzelândia, Minas Gerais; fazendo uma análise acerca da importância da inserção de projetos no contexto escolar que têm se tornado uma estratégia pedagógica importante por despertar nos alunos o interesse em aprender, proporcionando assim um conhecimento multidisciplinar. Os projetos de Ciências/Biologia normalmente são voltados para temas e problemas da atualidade, a fim de aproximar o aluno da sua realidade. O projeto aplicado enfatiza a educação ambiental através da reciclagem de materiais descartados na forma de lixo. Nos últimos tempos, a produção de lixo se tornou muito intensa, sobrecarregando o planeta terra e a reciclagem é vista como a solução para redução do lixo. Foram alcançados resultados satisfatórios, pois os alunos começaram a reciclar dentro e fora do ambiente escolar. Sendo assim, o aprendizado através da aplicação de projetos de educação ambiental é uma estratégia pedagógica eficiente.

 

Palavras-chave: Educação ambiental. Projetos. Resíduos sólidos. Reciclagem.

 

ABSTRACT

 

This article aims to report on the application of the project: "Recycling: means of environmental contribution" at the José Fernandes de Souza State School, in the Municipality of Varzelândia, Minas Gerais; making an analysis about the importance of the insertion of projects in the school context that have become an important pedagogical strategy for awakening in students the interest in learning, thus providing a multidisciplinary knowledge. Science/Biology projects are usually focused on current issues and problems, in order to bring students closer to their reality. The applied project emphasizes environmental education through the recycling of discarded materials in the form of garbage. In the last times, the production of trash has become very intense, overloading the planet earth and recycling is seen as the solution to reduce of trash. Satisfactory results were achieved as students began to recycle inside and outside the school environment. Therefore, learning through the application of environmental education projects is an efficient pedagogical strategy.

 

Keywords: Environmental education. Projects. Solid waste. Recycling.

 

INTRODUÇÃO

 

A aplicação de projetos no contexto escolar tem se tornado um requisito que já vem fazendo parte do planejamento anual dos professores. Muitos projetos já são idealizados de forma coletiva para que se possa atingir conhecimentos interdisciplinares. Para os alunos, os projetos têm sido uma nova forma de aprendizado, já que muda um pouco a rotina escolar. Os projetos pedagógicos tendem a abranger o coletivo, já que o ambiente escolar é um espaço plural. Quando os projetos ultrapassam as paredes da escola e envolvem a comunidade, os resultados costumam ser ainda mais abrangentes. Este trabalho visa relatar a implantação de um projeto de educação ambiental através da reciclagem do lixo (resíduos sólidos) desenvolvido na Escola Estadual José Fernandes de Sousa, no Município de Varzelândia, Minas Gerais, Brasil; e os resultados obtidos após a sua aplicação. Para a realização do projeto foi utilizada como metodologia a pesquisa participante.

Para Behrens e José (2001), optar pelo ensino baseado em projetos oportuniza aos alunos uma aprendizagem coletiva com articulações diversificadas, sendo possível o professor optar por uma pesquisa ou uma discussão crítica e reflexiva, enriquecendo o aprendizado, pois propicia a oportunidade de aprendizado e a diversidade de opiniões.

               O projeto “Reciclagem: meio de contribuição ambiental” teve como enfoque a educação ambiental e a redução da produção dos resíduos sólidos que vem crescendo gradativamente, merecendo assim ênfase no ambiente escolar.

 

DESENVOLVIMENTO

 

Foi utilizada como metodologia a pesquisa participante, que é um tipo de pesquisa pela qual se busca a plena participação da comunidade na análise da sua própria realidade, com objetivo de promover a participação da sociedade para o bem comum. O trabalho teve como ênfase a abordagem qualitativa.

O projeto foi realizado entre os meses de Abril e Maio de 2016, na Escola Estadual José Fernandes de Souza localizada no município de Varzelândia, Minas Gerais, com os alunos do Ensino Fundamental do 6º ao 9º ano. As etapas do projeto foram:

1º Etapa: Diálogo com os alunos sobre a importância da reciclagem para o meio ambiente e da redução do lixo, da coleta seletiva e da preocupação com os problemas ambientais.

2º Etapa: Pesquisa em sala de aula sobre o tema para discutir e relacioná-lo com a geração de empregos e renda e com os problemas ambientais.

3º Etapa: Separação, nos próprios domicílios dos alunos, de materiais recicláveis, os quais foram utilizados para confecção de objetos.

4º Etapa: Saída do ambiente escolar para conhecer o funcionamento da reciclagem e a destinação do lixo do município, que é o aterro sanitário municipal.

5º Etapa: Montagem de objetos feitos com matérias recicláveis e cartazes em sala de aula.

6º Etapa: Exposição na Escola dos objetos feitos com materiais recicláveis e exposição de cartazes referentes ao tema do projeto com visitação da comunidade local.

As aulas práticas e os projetos têm despertado o interesse dos alunos, pois eles conseguem visualizar de uma forma diferenciada o aprendizado teórico.

 “Dentre as modalidades didáticas existentes, tais como aulas expositivas, demonstrações, excursões, discussões, aulas práticas e projetos, como forma de vivenciar o método científico, as aulas práticas e projetos são mais adequados.” (KRASILCHIK, 2008, apud SILVA et al., 2013). Pensando nisso, aulas práticas são consideradas meios complementares do aprendizado teórico.

Para realização do projeto, foi escolhido o tema educação ambiental através da reciclagem porque a produção de lixo tem se intensificado bastante, e os alunos como cidadãos podem reduzir o lixo, contribuindo desta forma com o meio ambiente. Além disso, esse aprendizado será repassado para as gerações futuras, criando desta forma um círculo eficaz na educação ambiental.

“Os problemas da atualidade, inclusive os de ordem ecológica, são provocados pela nossa maneira de viver, que é inculcada pela escola, pelo que ela seleciona ou não, pelos valores que ela passa a transmitir, pelos currículos e ainda, pelos livros didáticos”. (GADOTTI, 2000, Citado por SILVA et al., 2015 p. 228).  Com base nessa citação, pode-se perceber que a escola pode ajudar, e muito, na formação do cidadão consciente e ativo na sociedade.  No projeto aplicado, os alunos mostraram criatividade ao confeccionarem objetos feitos com material de casa que antes iam diretamente para o lixo. Esses resultados são apresentados na Figura 1.

 

          Figura 1. Materiais confeccionados pelos alunos com materiais recicláveis

 

  É necessário que os alunos saibam que reciclando poderão contribuir para a melhoria do planeta. Outro fator importante mostrado durante a realização do projeto é a oportunidade de geração de empregos. Os alunos ao aprenderem sobre reciclagem poderão sugerir aos pais a utilizar produtos recicláveis, como garrafas pet, latas de refrigerantes para fabricar produtos que poderão ser vendidos, gerando assim renda para a família.

 Os projetos devem ser desenvolvidos visando proporcionar aos alunos uma grande diversidade de experiências, com participação ativa, para que possam ampliar suas experiências sobre o meio ambiente e ser um cidadão atuante, com atitudes voltadas a proteção ambiental.

No aspecto econômico a reciclagem contribui para o uso mais racional dos recursos naturais e a reposição daqueles recursos que são passíveis de reaproveitamento. No âmbito social, a reciclagem não só proporciona melhor qualidade de vida para as pessoas, através das melhorias ambientais, como também tem gerado muitos postos de trabalho e rendimento para pessoas que vivem nas camadas mais pobres. Além dos aspectos econômicos, Santos e Compiani (2009) incluem outros aspectos quanto aos tratamentos ambientais na escola:

 

O tratamento dos temas ambientais na escola, na perspectiva de compreensão da sua complexidade, requer o estabelecimento de múltiplas relações considerando diferentes aspectos, tais como, naturais, culturais, econômicos, políticos, técnicos e científicos, na apreensão crítica dos problemas socioambientais no contexto local e em suas conexões, para o conhecimento e transformação da realidade. (SANTOS E COMPIANI, 2009 p. 75)

 

A etapa de conhecer a destinação do lixo no município de Varzelândia foi um ponto positivo do projeto, pois os alunos não sabiam que existia na cidade um aterro sanitário e muitos acreditavam haver um lixão a céu aberto. Outros sabiam, porém não conheciam. Os estudantes puderam ver de perto para onde ia o seu próprio lixo e para onde vai o material reciclável como o papelão; o que pode ser visto na Figura 2.

 

Figura 2. Alunos conhecendo o destino do lixo reciclável em seu Município

 

 O aprendizado foi muito além das discussões em sala de aula.  Houve explicação dos próprios funcionários dos serviços de limpeza urbana que trabalham com a reciclagem dos resíduos sólidos urbanos. Eles descreveram para os alunos todo o processo de tratamento e destinação do lixo. As turmas presentes interagiram bastante perguntando e tirando suas dúvidas sobre os processos pelos quais o lixo passa naquele local, assim como o destino final. Os funcionários do aterro sanitário explicaram que a reciclagem é importante, pois é preciso novos espaços para novos aterros à medida que a produção de lixo se intensifica, causando impactos ambientais.  Os alunos puderam perceber então que a reciclagem tem importância enorme para o meio ambiente, pois contribui para a redução do lixo que polui o solo; o que auxilia na melhoria do planeta. Além dessa contribuição, o processo de reciclagem está relacionado com a geração de empregos. Assim, a reciclagem é uma solução economicamente viável.

É preciso enfatizar para a comunidade escolar e para a população a necessidade de reciclar.  Reciclar significa transformar objetos materiais usados que seriam lixo em novos produtos que podem ser consumidos.

“A geração crescente de resíduos sólidos nos aglomerados urbanos constitui um grave problema socioambiental, que resulta dos padrões atuais insustentáveis de produção e consumo, e que provoca impactos ambientais e de saúde pública que precisam ser enfrentados.” (JACOBI E BESEN, 2006).

 

CONSIDERAÇÕES FINAIS

 

A pesquisa contribuiu para maior conscientização da comunidade escolar, com maior reciclagem no ambiente educacional e fora dele. Os alunos se tornaram mais criativos, mostrando seu talento através da exposição de objetos por eles confeccionados; puderam compreender que a decomposição de alguns materiais, como alumínio, é demorada e acumula lixo no meio ambiente, o que polui as águas e o solo. Por isso, a pesquisa participante obteve resultados satisfatórios. A saída da escola para conhecer o destino do lixo do município, o aterro sanitário, propiciou aos alunos um vasto conhecimento. Sendo assim, o aprendizado através da aplicação de projetos de educação ambiental é uma estratégia pedagógica eficiente para o aprendizado dos alunos no ambiente escolar e fora dele.

 

 

REFERÊNCIAS

 

SILVA, Katia Mesquita da et al. Práticas lúdicas x educação ambiental: contribuindo para a conscientização na escola estadual ruy paranatinga barata- Revista Brasileira de Educação Ambiental -Revbea, São Paulo, V. 10, No 3: 221-234, 2015. Disponível em: <http://www.sbecotur.org.br/revbea/index.php/revbea/article/view/4422/3063>. Acesso em 10 mar. 17

SANTOS, Vânia Maria Nunes dos e COMPIANI, Maurício. 2009. Formação de professores para o estudo do ambiente: projetos escolares e a realidade socioambiental local. Terra e Didatica, 5(1):72-86<https://www.ige.unicamp.br/terraedidatica/v5/pdf-v5/TD_V-a7.pdf>.  Acesso em: 10 mar. 17

JACOBI, Pedro Roberto. e BESEN, Gina Rizpah. Gestão de resíduos sólidos na região metropolitana de São Paulo avanços e desafios.  Revista São Paulo em Perspectiva, v. 20, n. 2, p. 90-104, abr./jun. 2006. Disponível em: <http://produtos.seade.gov.br/produtos/spp/v20n02/v20n02_07.pdf> . Acesso em 09 Mar. 2017

BEHRENS, Marilda Aparecida e JOSÉ, Eliane Mara Age. Aprendizagem por projetos e os contratos didático. Revista Diálogo Educacional - v. 2 - n.3 - p. 77-96 - jan./jun. 2001. Disponível em: http://www.redalyc.org/html/1891/189118142006/ Acesso em 09 Mar. 2017

SILVA, Elaine Cristina Santos et al. Oficina de mecânica respiratória. XIII Jornada de Ensino, Pesquisa e Extensão – JEPEX 2013 – UFRPE: Recife, 09 a 13 de dezembro. Disponível em: < http://www.eventosufrpe.com.br/2013/cd/resumos/R1092-2.pdf>.  Acesso em 08 Mar. 2017



" data-layout="standard" data-action="like" data-show-faces="true" data-share="true">
 
Início      Cadastre-se!      Procurar      Submeter artigo      Contato     Apresentação     Normas de Publicação     Artigos     Dicas e Curiosidades     Reflexão     Para sensibilizar     Dinâmicas     Entrevistas     Culinária     Arte e ambiente     Divulgação de Eventos     O que fazer para melhorar o meio ambiente     Sugestões bibliográficas     Educação     Plantas medicinais     Educação Ambiental e Comunicação     Práticas de Educação Ambiental     Sementes     Educação e temas emergentes     Ações e projetos inspiradores     Relatos de Experiências     Notícias