ISSN 1678-0701
Número 61, Ano XVI.
Setembro-Novembro/2017.
Números anteriores 
Início      Cadastre-se!      Procurar      Submeter artigo      Fazer doação      Contato     Apresentação     I Prêmio Educação Ambiental em Ação     Normas de Publicação     Artigos     Dicas e Curiosidades     Reflexão     Para sensibilizar     Dinâmicas e recursos pedagógicos     Entrevistas     Saber do Fazer     Culinária     Arte e ambiente     Sugestões bibliográficas     Educação     Contribuições de Convidados/as     Folclore     Práticas de Educação Ambiental     Sementes     Educação e temas emergentes     Ações e projetos inspiradores     Logística Reversa     Gestão Ambiental     Cidadania Ambiental     Relatos de Experiências     Notícias
Folclore

11/09/2017HORA DE OUVIR HISTÓRIAS! O QUE AS LENDAS DO FOLCLORE BRASILEIRO TÊM A ENSINAR SOBRE A ECOLOGIA  
Link permanente: http://revistaea.org/artigo.php?idartigo=2929 
" data-layout="standard" data-action="like" data-show-faces="true" data-share="true">

HORA DE OUVIR HISTÓRIAS! O QUE AS LENDAS DO FOLCLORE BRASILEIRO TÊM A ENSINAR SOBRE A ECOLOGIA

 

Ecologia, sustentabilidade, preservação da natureza. Se você ainda não falou sobre esses assuntos com seus filhos, é hora de falar! Mas para abordar temas importantes com as crianças, é essencial falar de forma clara e lúdica – não como um professor dando uma aula, mas sim introduzindo os assuntos na conversa por meio de histórias divertidas que prendam sua atenção. Para falar sobre a preservação do meio ambiente, por exemplo, por que não aproveitar as lendas e mitos do nosso folclore? Descobri que as lendas do folclore brasileiro tem muito a ensinar sobre ecologia! Confira algumas histórias que contei para os meus filhos e que você pode contar aos seus:

 

Boitatá

 

Diz a lenda que houve um tempo em que a lua e o sol ficaram por vários dias sumidos, sem iluminar a mata e os vilarejos. Noite e dia eram a mesma coisa, e tudo estava na completa escuridão, sem lua, estrelas ou a luz do sol para aquece e iluminar. As pessoas sentiam fome, frio, mas nada podiam fazer. E quando a chuva começou, muitos animais morreram por causa das inundações. Nesse cenário de devastação, surgiu o Boitatá: uma cobra boiguaçu enorme, que ficou brilhante e transparente depois de comer os olhos dos animais, que brilhavam nas águas. Desde então, o Boitatá protege as matas contra os incêndios, se transformando em uma cobra incandescente que assusta quem ousar viajar pela mata à noite.

 

Curupira

 

O Curupira pode ter vários nomes: Caipora, Caiçara, Mãe-do-mato, Demônio da Floresta ou Anhanga são os mais conhecidos, mas diz a lenda que esse menino de cabelos vermelhos como fogo, parecido com um indiozinho, tem os pés virados para trás e às vezes aparece montado em um porco selvagem. Suas pegadas despistam os caçadores e quem mais o tentar seguir, e ele é tão rápido que pode passar por você como um vento forte, sem que você perceba. Ele cuida das florestas e dos animais, e pode ressuscitar qualquer animal morto. Até hoje, quando um caçador desaparece na mata, quem mora por perto tem certeza de que se trata do Curupira, protegendo sua casa.

 

Mãe-do-ouro

 

A Mãe-do-ouro é uma mulher linda, de cabelos loiros que refletem a luz do sol, que usa sempre um longo vestido branco. Ela tem um poder muito curioso: ela pode se transformar em uma bola de fogo, e indica onde existem jazidas e ouro que não podem ser explorados pelos homens. Além de proteger esses recursos naturais, ela também protege as mulheres que são maltratadas por seus maridos. Diz a lenda que, se a Mãe-do-ouro aparecer para alguém e essa pessoa deitar no chão e rezar, pode ser recompensado com ouro e riquezas. Mas, se esse presente for usado para o mal, ela voltará com um castigo! Melhor não desafiá-la, não é mesmo?

 

Saci pererê

 

Quem nunca ouviu falar sobre esse famoso personagem do folclore brasileiro? Esse menino travesso de uma perna só? Mas o que pouca gente sabe é que algumas lendas dizem que o Saci é, na verdade, filho do Curupira! Com sua carapuça vermelha e cachimbo na boca, ele adora fazer travessuras: esconde objetos, assusta os viajantes e seus cavalos e até azeda o leite. Mas ele tem um ponto fraco: quem conseguir pegar sua carapuça será capaz de fazer com que ele realize todos os seus desejos. O saci é conhecido por saber tudo sobre as plantas medicinais, usando as ervas para curar doenças e ter grande sabedoria sobre tudo relacionado à mata.

 

Iara

 

Metade mulher, metade peixe, a Iara tem cabelos longos, um canto que hipnotiza os homens e um olhar penetrante. Com sua beleza e voz inebriante, ela atrai os homens para dentro das águas, e é praticamente impossível resistir ao seu chamado. Ela vive no rio e passa o dia admirando sua beleza no reflexo das águas, penteando seus cabelos com um pente de ouro e brincando com os peixes.

 

O folclore brasileiro é tão rico e diverso, com influências indígenas, africanas e europeias, que cada lenda, crença, conto ou canção tem um ensinamento diferente. Que tal apresentar essas histórias para as crianças, e explorar esse tema por meio de brinquedos pedagógicos divertidos e brincadeiras que ensinam os pequenos sobre ecologia e sustentabilidade? Garanto que vai ser uma experiência única e divertida para você e seus filhos!

 

 

Fonte: http://blog.abaratadizqtem.com.br/hora-de-ouvir-historias-o-que-as-lendas-do-folclore-brasileiro-tem-a-ensinar-sobre-a-ecologia/

 

 



" data-layout="standard" data-action="like" data-show-faces="true" data-share="true">
 
Início      Cadastre-se!      Procurar      Submeter artigo      Fazer doação      Contato     Apresentação     I Prêmio Educação Ambiental em Ação     Normas de Publicação     Artigos     Dicas e Curiosidades     Reflexão     Para sensibilizar     Dinâmicas e recursos pedagógicos     Entrevistas     Saber do Fazer     Culinária     Arte e ambiente     Sugestões bibliográficas     Educação     Contribuições de Convidados/as     Folclore     Práticas de Educação Ambiental     Sementes     Educação e temas emergentes     Ações e projetos inspiradores     Logística Reversa     Gestão Ambiental     Cidadania Ambiental     Relatos de Experiências     Notícias